Capacitação sobre doença Falciforme é realizada em Caruaru

A doença falciforme é uma das disfunções hereditárias mais comuns no Brasil

Os médicos que atuam na Atenção Primária à Saúde (APS), nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), participaram, durante a semana, de uma capacitação sobre a Doença Falciforme. O encontro aconteceu no auditório da Secretaria de Saúde de Caruaru, no bairro São Francisco, através da coordenação de Políticas Estratégicas do município, e foi ministrada pela médica e professora da Universidade Federal Rural de Pernambuco e membro do Núcleo de Educação Permanente da Secretaria Municipal de Saúde, a Drª Carol Paz.

“Tendo em vista a necessidade de ampliar o atendimento, incluindo o público com necessidades específicas, como é o caso da população com a Anemia Falciforme, foi preciso pensar em estratégias de atendimento capacitado para os profissionais da Atenção Básica com relação aos cuidados necessários para quem convive com a doença”, explicou o coordenador de Políticas Estratégicas, Helison Ferreira.

A doença falciforme é a mais prevalente entre os brasileiros, principalmente, entre a população negra. Essa condição hereditária é caracterizada por uma alteração no formato dos glóbulos vermelhos, responsáveis por levar oxigênio para todo o corpo. Nos pacientes com o diagnóstico, esses glóbulos são mais frágeis e se rompem com facilidade, podendo causar anemia, cansaço, icterícia e dores incapacitantes.

COMPARTILHAR