Conselho Municipal da Mulher realizou assembleia de eleição

Foram eleitas as representantes da sociedade civil que irão compor o plenário do CMM

(Foto: Divulgação SPM)

A Secretaria de Políticas para Mulheres de Caruaru (SPM) reuniu representantes femininas de diversos segmentos na Câmara de Vereadores de Caruaru para uma assembleia de eleição do Conselho Municipal da Mulher (CMM). O evento aconteceu no último sábado (15) para escolher as mulheres que irão compor o plenário do CMM. Foram disponibilizados seis assentos a serem ocupados por seis conselheiras titulares e suas respectivas suplentes. A divulgação dos nomes será após publicação de edital no Diário Oficial de Caruaru.

 

O Conselho Municipal da Mulher deverá ser composto por 12 conselheiras titulares e 12 suplentes, distribuídas entre Sociedade Civil e Poder Público Municipal. Ou seja, seis representantes da Sociedade Civil organizada que tenham atuação de mulheres, com mulheres e para mulheres. A mesma composição será destinada para as representantes do Poder Público Municipal, por meio dos órgãos que tratam de políticas púbicas para mulheres no âmbito da saúde, educação, direitos humanos, desenvolvimento rural e planejamento.

 

Conselho da Mulher em Caruaru

 

Em Caruaru, o Conselho Municipal da Mulher foi criado no dia 13 de abril de 1987 com o intuito de estabelecer regras de atuação, bem como outras providências. Tem composição tripartite, com enfoque no controle social. Tendo caráter deliberativo, consultivo, fiscalizador, autônomo, formulador de diretrizes e monitorador da execução das políticas públicas dirigidas às mulheres para o enfrentamento a toda e qualquer tipo de violência, discriminação. No mês de outubro de 2018, atendendo à solicitação das mulheres da sociedade civil, a lei foi alterada para adequação do contexto local e passou a ser de n°6.075.

COMPARTILHAR