Curso de Doulas é realizado na Maternidade Santa Dulce dos Pobres

A Secretaria de Saúde de Caruaru está ofertando o curso de Formação de Doulas para os profissionais da Maternidade Municipal Santa Dulce dos Pobres. O encontro acontece todas as quartas-feiras, das 14h às 17h, e terá a duração 40 horas/aulas, sendo: 20h teóricas e 20h práticas.

A abertura oficial do curso, que aconteceu nessa quarta-feira (17), contou com as participações da secretária de Saúde de Caruaru, Bárbara Florêncio; da secretária executiva de Atenção Básica, Sarah Rafael; da secretária executiva de Atenção Especializada, Regulação e Farmácia, Domany Cavalcanti; da coordenadora de Saúde da Mulher, Katiane Dantas; da coordenadora do Núcleo de Educação Permanente, Suellen Mota; além do médico da família, Izaias Souza, e das enfermeiras Renata Sousa e Maiara Rodrigues.

“É uma maravilha poder fazer esse curso aqui, nessa maternidade. É uma estrutura mágica onde a nova geração de Caruaru vai nascer”, comemorou o médico e palestrante, Izaias Souza.

O curso, que é voltado exclusivamente para os profissionais que já atuam na maternidade, abordará os seguintes temas: Ser mulher no contexto histórico: Cidadania, polÍtica, economia e papel social; Ser mulher arquétipos e esteriótipos; O parto no contexto internacional, nacional e local do parto humanizado; Ser mulher e ser doula: desafios, conflitos, realizações e sonhos; A doula: histórico e competências) O que é? O que faz ? Como ser?; Do pré-natal a maternidade:
Os itinerários de cada mulher; O pré-natal: ciclos de planejamento e atuação da doula; A doula no pré-natal; Psicofisiologia da gestação; Psicofisiologia do parto; Funções da Doula no parto; Manobras de alívio da dor;
Ferramentas da doula; A doula e os direitos da gestante; A doula e o empoderamento da mulher; Plano de parto e empoderamento da mulher (direitos sexuais e reprodutivos e legislação); Movimento feminista e a maternidade; O parto humanizado e a doula;
A doula na cesariana; Indicações reais da cesariana; Cuidando de uma mulher durante uma cesariana e no pós-operatório; A doula e a violência obstétrica; Liberação do trauma e o Sagrado Feminino.

COMPARTILHAR