Mais de um milhão de atendimentos de saúde foram realizados em 2018

Dados foram apresentados durante a Audiência Pública da Saúde

(Fotos: Divulgação/ Vladimir Barreto)

A Secretaria de Saúde de Caruaru apresentou, esta semana, a prestação de contas do terceiro quadrimestre de 2018. A XVI Audiência Pública do Sistema Municipal de Saúde aconteceu na Câmara de Vereadores do município e contou com a presença de servidores da saúde, membros do Conselho Municipal de Saúde, representantes da IV Geres, vereadores, estudantes e sociedade civil.

Entre os dados apresentados, um balaço positivo para os atendimentos na rede municipal de saúde com: 109.824 consultas especializadas para a população, destaque para oftalmologia que subiu de 6.087, em 2013, para 17.396, em 2018. Na Atenção Básica foram 478.192 atendimentos. “Poderíamos dizer que tivemos mais de um atendimento por habitante de Caruaru em 2018”, comentou o secretário de Saúde de Caruaru, Francisco Santos.

Os números de exames de apoio diagnóstico aumentaram devido a ampliação da oferta na rede municipal de saúde. No ano passado foram registrados 827.981 exames. Os exames de ultrassonografia saíram de 14.424, em 2013, para 25.677, em 2018; Laboratório Clínico saiu de 400.749 para 628.182, de 2013 para 2018; e Radiologia subiu de 39.317 para 45.841, no mesmo período. “São números positivos, mas ainda não resolvemos o problema. Estamos trabalhando em parceria com a Regulação para melhorar o acesso a estes exames e diminuir as filas de espera. Na próxima audiência pública estes números estarão ainda melhores”, revelou o secretário.

Outro dado de destaque é sobre a cobertura vacinal em menores de dois anos de idade. O ano de 2018 registrou a melhor série histórica da vacina em Caruaru, com a BCG, Pentavalente, Pneumocócica, Poliomielite e Tríplice Viral atingindo mais de 100% de suas metas.

As unidades de pronto-atendimento (UPA) registraram quase 300 mil atendimentos distribuídos entre UPA do Salgado, UPA da Boa Vista, UPA do Vassoural e UPA das Rendeiras. Já na rede hospitalar municipal, que engloba Hospital do Coração, Hospital Manoel Afonso e Casa de Saúde Bom Jesus, os dados apontam para um total de 6.247 internações por especialidades, o que só corrobora com o trabalho que vem sendo realizado pela Secretaria de Saúde: “Quanto menos internações tivermos em nossa rede, significa dizer que a Atenção Básica está fazendo efetivamente o seu trabalho junto as equipes de Estratégias de Saúde da Família nas comunidades”.

Os dados apresentados na Audiência Pública da Saúde são registrados no sistema oficial do Ministério da Saúde e podem ser verificados pela sociedade civil. A próxima audiência será realizada em Maio. Mas as questões ligadas à saúde municipal podem ser debatidas toda segunda terça-feira de cada mês, das 14h às 17h, na reunião do Conselho Municipal de Saúde, no auditório da própria Secretaria de Saúde, na Avenida Vera Cruz, 654, no bairro São Francisco.

COMPARTILHAR