Parceria entre PMC, Comdica e Fundação Itaú beneficiará ações de enfrentamento ao trabalho infantojuvenil em Caruaru

As ações que já vêm sendo executadas pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos contarão com ajuda financeira para impulsionar as atividades

(Fotos: Janaína Pepeu.)

Na manhã desta segunda-feira (18), a Prefeitura de Caruaru, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SDSDH) lançou o projeto ‘Fazendo Direito: uma proposta de enfrentamento ao trabalho infantil’. A iniciativa conta com o financiamento majoritário da Fundação Itaú Social e compreende uma estratégia de prevenção e enfrentamento ao trabalho infantojuvenil no município de Caruaru. O encontro aconteceu na Casa de Cultura José Condé e reuniu servidores, representantes da rede sociassistencial, setorial, de garantia de direitos e autoridades.

A ação será executada pela SDSDH, com acompanhamento do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Caruaru (COMDICA), e está orçado em R$ 421.928,00. O projeto possibilitará a ampliação do trabalho que já vem sendo realizado de forma permanente no município, a exemplo do Espaço de Proteção do Parque 18 de Maio, na Casa de Cultura, que fica no centro de diversas feiras, entre elas a da Sulanca e a tradicional Feira de Caruaru.

A ideia foi formatada nos moldes do projeto ‘Atenção Redobrada’, elaborado pela prefeita Raquel Lyra, enquanto secretária da Criança e Juventude do Estado, durante o governo de Eduardo Campos. “Através de um diálogo com o Conselho da Criança, que acionou o Itaú, foi possível montar uma equipe através de seleção pública para que a gente pudesse agora ter condições de ampliar as atividades, tanto na abordagem de rua, quanto no espaço de proteção”, destacou o secretário Fernando Silva.

COMPARTILHAR