Prefeitura de Caruaru inicia cursos do Projeto Mulher que Faz

Serão 100 mulheres beneficiadas com a ação promovida pela SPM, através do Programa Qualifica Caruaru

(Fotos: Arnaldo Felix)

O Programa “Qualifica Caruaru” já é realidade para 100 alunas beneficiadas através do projeto “Mulher que Faz: Visibilidade e Trabalho Feminino”, da Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM) de Caruaru. As aulas práticas iniciaram nesta terça-feira (04) para os cursos de culinária de comidas típicas e de bolos e buffet, corte e costura básico, cabeleireiro (com especificidade em cabelo afro), em bairros e comunidades das zonas urbana e rural do município. A aula inaugural aconteceu ontem no auditório da ASCES-UNITA, onde as alunas receberam o material didático e foram recebidas pela secretária da SPM, Perpétua Dantas, com uma palestra de teor sociopolítico que já entra como conteúdo didático para os cursos oferecidos.

 

As formações serão realizadas nos centros de qualificação dos bairros do Salgado, Rosanópolis, na Associação dos Moradores do Bairro das Rendeiras e no Assentamento Normandia. “Nossa intenção com o programa é promover o desenvolvimento e o empreendedorismo feminino em Caruaru através das formações oferecidas que irão contribuir para o empoderamento dessas mulheres”, destacou Perpétua.

O momento foi também de confraternização com os professores que falaram um pouco da trajetória profissional para a plateia de mulheres que procuraram as capacitações com um propósito especial: aprender uma profissão e utilizar o conhecimento adquirido nos cursos para o trabalho e obtenção de fonte de renda, como no caso de Ana Carla dos Santos, que mora no Loteamento Parque Real. “Minha expectativa é muito grande para o curso de culinária, porque é uma área que eu gosto. Foi uma oportunidade muito boa, pois como estou desempregada, não ia poder pagar por um curso”, destacou.

O Qualifica Caruaru, no qual está inserido o projeto “Mulher que Faz”, é um programa da Prefeitura de Caruaru que visa oferecer novos conhecimentos para favorecer o ingresso, manutenção ou reingresso dos candidatos ao mercado de trabalho local, ampliando o potencial de empregabilidade dos profissionais. A iniciativa envolve as secretarias de Desenvolvimento Econômico / Economia Criativa, Políticas para Mulheres, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Sustentabilidade e Desenvolvimento Rural, e Educação.

COMPARTILHAR