Segunda edição do ‘Prêmio Mulheres que Fazem a Diferença’ homenageia 29 atuações em Caruaru

O evento que enaltece o trabalho de mulheres que contribuem para a melhoria social de comunidades, reuniu cerca de 120 pessoas na noite desta quinta-feira

Uma noite que vai ficar marcada na memória de 29 mulheres, que, dentro de suas áreas de atuação, contribuíram para a melhoria de vida de muitas pessoas emCaruaru. Foi nesse clima de confraternização, que na véspera do aniversário da cidade, a Prefeitura de Caruaru promoveu, através da Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM), a segunda edição da entrega do ‘Prêmio Mulheres que fazem a Diferença’, como parte das comemorações do município.

“Caruaru é uma terra de mulheres guerreiras, e aqui a gente busca revelar pessoas, que no anonimato ou não, têm seu trabalho reconhecido, seja na cidade ou na periferia, no dia a dia, com seus exemplos de vida, inspiraram muitas outras mulheres. Nessa singela homenagem a gente está dando, em nome da cidade, o nosso agradecimento a cada uma delas”, ressaltou a prefeita Raquel Lyra. O evento aconteceu no salão de festas da Câmara de Dirigentes Lojistas de Caruaru, onde uma exposição histórico-fotográfica enalteceu, também, outras 18 mulheres que dão nome às escolas e creches municipais de Caruaru.

A secretária da SPM, Perpétua Dantas, falou sobre a continuidade da premiação que enaltece a atuação dessas mulheres. “É um simbolismo fundamental dar visibilidade a essas mulheres simples, que têm um papel social incrível na construção e na história da cidade. No futuro, algumas podem até virar nomes de ruas, mas este governo tem o compromisso com todas elas, seja através de ações e programas ou no reconhecendo da importância do trabalho dessas mulheres para a nossa cidade, hoje, agora e sempre”, pontuou.

Para Márcia Duarte, que recebeu o prêmio representando o Centro de Serviço à Vida, que atua na melhoria de vida de famílias da Vila Bonanza e Alto do Moura, a noite foi de comemoração. “A gente foi progredindo até conseguir construir uma sede própria para atender a comunidade com mais estrutura, cursos profissionalizantes, oficinas, escola infantil, e espera que esse exemplo de força seja um estímulo para outras mulheres”, declarou.

Momentos musicais embalaram a noite. Ao receber o prêmio, como uma das homenageadas, a cantora Renilda Cardoso fez uma pequena apresentação, e a banda ‘As Fulô’, formada inteiramente por mulheres, foi especialmente convidada para a premiação e embalou o público com o autêntico forró de pé-de-serra. Houve também a apresentação do Coral Madrigal, e do Coral Cantando a Vida, formado por integrantes da SPM, e que tem a secretária Perpétua Dantas como regente.

Fotos: Jorge Farias.

COMPARTILHAR